Novo método de clareamento dental

Os pesquisadores da Universidade de Cambridge publicaram na edição de janeiro da Revista Science um estudo que aponta o sêmen humano como um eficiente clareador dental. A pesquisa foi realizada com um grupo de 2.000 mulheres entre 16 e 46 anos, e observou-se que todas elas apresentaram níveis de clareamento dental semelhantes aos alcançados com o uso do peróxido de carbamida.

Os dentistas responsáveis pela pesquisa não indicam o uso indiscriminado do sêmen humano para esta finalidade, pois o mesmo é vetor de contaminação de diversas DST´s, e além disso, dependendo da quantidade de espermatozóides presentes, é dotado de elevados níveis de calorias, o que pode comprometer uma dieta equilibrada.

A técnica de clareamento dental a base de sêmen exige que a pessoa deixe o liquido seminal na boca por um intervalo de 15 a 20 minutos para alcançar os níveis plenos de eficiência. A Drª Tiffany Gollinger Field revela no estudo que as mulheres pesquisadas fizeram o tratamento 3 vezes por semana, durante 21 dias, e obtiveram níveis de clareamento na ordem de 46%, alcançando assim a tonalidade marfim nigeriano.

Algumas faculdades já pretendem incrementar na grade curricular instruções de contagem de espermatozoides e técnicas de abordagem ao paciente e posterior aplicação do material na área de trabalho. Mas tudo ainda é muito novo e nenhuma quis comentar sobre o assunto, até porque estavam todas de boca cheia.

Mas a grande surpresa para o Brasil é que a Colgate já pensa em implantar esta técnica em sua linha de produtos Max White. A Colgate-Palmolive Brasil aguarda apenas um parecer da ANVISA para começar os testes com humanos.

0 comentários:

Postar um comentário