Cientistas demonstram que o brócolis é efetivo contra o câncer.

Um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Illinois demonstrou pela primeira vez que o sulforafano, o poderoso agente contra o câncer encontrado no brócolis, pode ser liberado de seu composto de origem pelas bactérias existentes no cólon e ser absorvido pelo corpo.

- "Esta descoberta propõe a possibilidade de que seremos capazes de melhorar a atividade destas bactérias no cólon, aumentando o poder preventivo do brócolis contra o câncer", disse Elizabeth Jeffery, professora de Nutrição Humana na Universidade de Illinois. "Também é reconfortante porque muita gente cozinha demais o brócolis, destruindo a enzima vegetal que proporciona o sulforafano. Agora sabemos que a flora intestinal no trato digestivo pode salvar algo deste importante agente preventivo do câncer, inclusive se for cozido em excesso". Ainda que os cientistas tenham teorizado muito que a macrobiótica intestinal podia fazer isso, ninguém sabia com certeza.



Agora Jeffery e seus colegas de universidade, Michael Miller e Ren-Hau Lai, provaram a teoria depois injetar glucorafanina -o composto original do sulforafano- no cólon de ratos, demonstrando que o sulforafano está presente no sangue transportado pela veia mesentérica, que flui desde o intestino até o fígado.

- "A presença de sulforafano em quantidades medíveis mostra que está sendo transformada no intestino grosso e está disponível para a absorção no corpo através do fígado", disse Jeffery. O ceco, a parte inferior do intestino do rato onde os cientistas injetaram a glucorafanina, tem bactérias que ajudam na digestão e no metabolismo, um processo similar ao que ocorre no cólon humano. Segundo Jeffery, o sulforafano é um agente muito potente para combater o câncer.

- "A quantidade obtida em três a cinco porções por semana -que é menos de uma porção diária de brócolis- é suficiente para ter um efeito contrário ao câncer enquanto com muitos dos outros alimentos bio-ativos é necessário a ingestão de grandes quantidades para obter um resultado medível". O sulforafano também tem propriedades anti-inflamatórias, que são interessantes por sua capacidade para combater os efeitos de muitas das doenças crônicas que acompanham à obesidade e o envelhecimento. Miller sugere duas formas em que as bactérias no cólon poderiam ser manipuladas para obter os benefícios do brócolis.

- "Uma forma poderia ser alimentar às bactérias com alimentos prebióticos, como a fibra, para estimular a proliferação de bactérias. Outra forma seria utilizar um enfoque probiótico. Combinar, por exemplo, o brócolis com iogurte que contenha bactérias hidrolisadas, aumentando desta maneira a proteção contra o câncer", disse Jeffery.

- "Uma das coisas que as pessoas não pensam muito sobre o assunto, é a enorme quantidade de benefícios que experimentamos quando uma comunidade saudável de bactérias colonizam o intestino grosso. Os seres humanos temos uma relação simbiótica com inumeráveis micróbios famintos que metabolizam as vitaminas e outros componentes bio-ativos dos alimentos. Agora podemos ver outro exemplo interessante de sua atividade no papel que estas bactérias desempenham na liberação do sulforafano contido no brócolis", finalizou.